Raul Seixas enfiou o AI-5 na Jovem Guarda

Publicado: 21 de setembro de 2008 em Não categorizado

Raul Seixas enfiou o AI-5 na Jovem Guarda

Outro dia eu tava assistindo o programa "Letras
brasileiras", comandado pelos músicos
Roberto
Menescal
e Oswaldo Montenegro no Canal Brasil,
e o tema era
Jovem Guarda. Convidaram o
Jerry Adriani (foto à
direita)
e, ao som de três violões, relembraram sucessos do iê-iê-iê
brasileiro dos anos 1960. Lá pelas tantas, o papo entre eles enveredou pela
mítica alienação das letras da Jovem Guarda, que nada falavam de política. Foi
aí que Adriani contou um causo fantástico envolvendo ele e o
Raul
Seixas
. Mas vamos começar do começo: na metade
daquela década, a polêmica cantora
Nara
Leão
, que já havia desagradado o pessoal da Bossa
Nova ao abraçar o samba de morro, resolveu chatear mais ainda ao engatar um
namoro com o galã suburbano Jerry Adriani.

Para completar a salada, ela fez uma
viagem à Bahia e descobriu a anônima
Maria Bethânia (e não hesitou em
indicá-la como sua substituta no show "Opinião", dando o pontapé inicial na
carreira da menina). Mas, ainda em Salvador, outro desconhecido interessante
chamou a atenção de Nara: Raul Santos Seixas, 20 anos. Na volta ao Rio, ela
falou tão bem do rapaz para o namorado Jerry que este, numa excursão à Bahia,
contratou Raulzito e sua banda Os Panteras (foto acima) para ser seu
conjunto de palco. Mais tarde, Raul começou a compor e oferecer músicas para
Jerry, como "Tarde demais" e "Tudo que é bom dura pouco". Mas o grande sucesso
dos dois seria "Doce, doce amor",
parceria de Raul Seixas com Mauro Motta. É uma das musiquinhas melosas mais
emblemáticas da Jovem Guarda, com o refrão "Doce, doce amor/ Onde tens andado?/
Diga, por favor/ Doce, doce amor".

Seria um exemplo perfeito do nível de
alienação do iê-iê-iê do qual Menescal e Montenegro falavam, mas Adriani decidiu
contestar. Segundo ele, Raul, já interessado em política, ficou prostrado com o
AI-5 (Ato Institucional nº 5),
decretado em 13 de dezembro de 1968 (à direita), que extinguiu
garantias dos brasileiros. Naquela semana, ele estava tentando botar letra numa
melodia que havia feito – e que viria a ser "Doce, doce amor". E, sem entender
muito bem o pretexto que os militares haviam usado para endurecer o jogo
político, Raul lamentou a perda da nossa liberdade logo nos primeiros versos da
canção: "Está fazendo uma semana/ Que sem mais nem menos eu perdi você/ Mas não
sei determinar ao certo/ Qual foi a razão, meu bem vem me dizer". Pois é, o
"doce amor" perdido era, na verdade, a democracia.

Ps.: O livro "Eu não sou cachorro, não", de
Paulo César Araújo, fala exatamente dos protestos políticos escondidos nas
músicas "bregas" da década de 1970 – supostamente, para os críticos, o nicho
principal do som alienado (e alienante) nacional. Um exemplo é a canção "O
divórcio", de
Luiz
Ayrão
, lançada em 1977: "Treze anos eu te aturo e
não agüento mais / Não há Cristo que suporte e eu não suporto mais". Não por
acaso, naquele ano o golpe militar de 1964 completava exatamente treze
anos…

 

IN: http://www.futepoca.com.br/2008/08/raul-seixas-enfiou-o-ai-5-na-jovem.html 


RAUL ROCK CLUB/RAUL SEIXAS
OFICIAL FÃ-CLUBE
Caixa Postal 12.106 – Ag. Santana
São Paulo – SP – CEP:
02013-970 – BRASIL
tel/fax (11) 2948 2983
celular  (11) 8304
4568
Site RRC:
http://www.raulrockclub.com.br
Blog: http://sylviopassos.blogspot.com
YouTube: http://www.youtube.com/user/sylviopassos
MySpace: http://www.myspace.com/sylviopassos

Windows Live Spaces:
http://sylviopassos.spaces.live.com

Veja o
vídeo  "Meu Amigo Raul" acessando o link abaixo.
http://www.youtube.com/watch?v=LXOXrKmrJW8
 
.
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s