Leno e Raul revisitados nos EUA

Publicado: 21 de março de 2009 em Não categorizado

Leno e Raul
revisitados lá fora

GRUPO – Leno (no
centro), Raul (de cabeça baixa) e músicos da banda, no Rio de
Janeiro
 
21/03/2009 – Tribuna do Norte

Yuno
Silva
– Repórter

Do fundo do baú, ou melhor, de dentro do
mofado arquivo da finada gravadora CBS, uma fita já dada como perdida é
resgatada – literalmente – pelo artista 25 anos depois de ter sido registrada em
estúdio. Esse poderia ser o resumo do resumo da história que permeou a
trajetória do disco “Vida e obra de Johnny McCartney”, do cantor e compositor
potiguar Leno Azevedo.

Originalmente gravado em 1971, em parceria com
Raulzito (no período entre a separação d’Os Panteras e antes de se transformar
no cultuado Raul Seixas), o álbum acabou ficando esquecido por motivos
comerciais: “Estava com 21 anos e precisava extravasar, fazer algo mais parecido
comigo. Na época estava trabalhando como produtor da CBS e ainda colhia os
frutos do sucesso da dupla com Lilian. Tinha todo aquele perfil romântico e a
gravadora torceu o nariz quando decidi produzir esse disco com Raul Seixas – que
também trabalhava comigo na gravadora”, lembra Leno, que estava com 17 anos
quando a música “Pobre Menina” estourou nas rádios.

Considerado um disco
conceitual demais pela empresa, a gravação também sofreu sansões da Ditadura
Militar tendo sete das 12 músicas censuradas. “Era um retrato social da época,
uma ousadia. Totalmente diferente do que vinha fazendo. E hoje vejo que está tão
atual quanto antes”, garante.

No período que esteve na CBS, Leno
transitava com desenvoltura pelos diversos setores – “tínhamos tudo no mesmo
lugar: o estúdio, o setor de marketing, comercial, sala pra ensaios… a energia
do lugar era muito bacana, encontrávamos todos os artistas pelos corredores,
todos colegas… éramos uma família” – e, por ser produtor da empresa, tinha
acesso antecipado aos novos equipamentos: “A gravação de Vida e Obra… serviu
como teste para as gravações em oito canais. Foi praticamente o primeiro disco
gravado com essa tecnologia no Brasil”.

Leno lembra que convidou Raulzito
para fazer parte do projeto por afinidade: “Nosso gosto musical era parecido.
Também líamos muito sobre filosofia, astronomia, sociologia… era das poucas
pessoas que eu conseguia conversar sobre essas coisas. Nos tornamos amigos,
tanto que esse trabalho foi citado no livro ‘O Baú do Raul Revisitado’”,
comemora.

Leno conta que apresentou Raul ao futuro parceiro Paulo Coelho,
quando o escritor publicou um texto sobre ufologia: “Estávamos naquela época de
questionar ‘de onde viemos’ e ‘pra onde vamos’. Astronomia, ufologia, ciências
entre outros temas complexos povoavam nossas conversas”.   


Disco chega aos
EUA


Magoado pela falta de tato da CBS
em dar apoio ao álbum, deixa a gravadora e o disco não é lançado. A gravação
original, quase finalizada, é arquivada e Leno só terá notícia dela em 1994,
quando a Sony compra o espólio da CBS. “Disseram que a fita havia sumido, mas
quando a Sony foi revirar os arquivos me ligaram informando que haviam
encontrado. Corri lá e tratei de pedir autorização para retirar e lançar o
material por um selo próprio – Natal Records – já em 1995. Fiz apenas duas mil
cópias. Logo o disco virou cult, caiu na rede para download e chegou aos ouvidos
da turma do selo norte-americano Lion Productions, de Chicago. Ficaram surpresos
com a gravação”, comemora. “Considero uma ópera rock, inclusive com
possibilidade de ser transformado em um filme”, arrisca.

Segundo Leno, o
mérito é todo do disco e não dos nomes envolvidos: “Eles não conheciam outros
trabalhos meus, nem tinham noção do tamanho da importância Raul Seixas para o
rock brasileiro. Fiquei impressionado com o resultado e o cuidado com que
produziram o CD – muitas fotos e textos espalhados em 22 páginas”.

A
ousadia de Leno e Raul renderam convite para o potiguar apresentar o álbum
durante a Virada Cultural, que acontece em maio em São Paulo, no pólo Raul
Seixas: “Já adiantaram que o fã clube do Raul vai me homenagear na ocasião e
tenho planos de produzir um DVD aqui em Natal com o repertório desse
disco”.

Serviços:
Vida e
obra de Johnny McCartney. Para conferir a relíquia, é só entrar no site do
cantor e fazer a encomenda:
www.leno.com.br

IN: http://tribunadonorte.com.br/noticias/104238.html


RAUL ROCK CLUB/RAUL SEIXAS OFICIAL FÃ-CLUBE
Caixa Postal 12.106
– Ag. Santana
São Paulo – SP – CEP: 02013-970 – BRASIL
tel/fax (11) 2948
2983
celular  (11) 8304 4568
e-mail:
raulrockclub@raulseixas.org
Site: http://www.raulseixas.org
Blog:
http://sylviopassos.blogspot.com
YouTube: http://www.youtube.com/user/sylviopassos
MySpace: http://www.myspace.com/sylviopassos
Windows Live Spaces:
http://sylviopassos.spaces.live.com
 
Veja o vídeo  "Meu
Amigo Raul" acessando o link abaixo.

http://www.youtube.com/watch?v=LXOXrKmrJW8
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s