Toca Raul!!! – Folhateen – São Paulo, segunda-feira, 27 de abril de 2009

Publicado: 30 de abril de 2009 em Não categorizado

Toca Raul!!! – Folhateen – São Paulo, segunda-feira, 27
de abril de 2009
 

São Paulo, segunda-feira,
27 de abril de 2009
 
 

música

Toca Raul!!!

Fãs nascidos após morte do "maluco beleza"
preparam-se para a homenagem de 24h ao som do roqueiro

CHICO
FELITTI

DA REPORTAGEM LOCAL 

Eles não nasceram
dez mil anos atrás. Na verdade, chegaram depois de 1989, ano da morte de
Raul Seixas.
Mesmo assim, estão doidos para ouvir 24 horas de Raul, em
palco dedicado só ao roqueiro, na quinta Virada Cultural de São Paulo. A
homenagem contínua será na av. Cásper Líbero (metrô Luz) e começa às 18h15
de 2 de maio, indo até às 18h do dia seguinte, com interpretações de 19
CDs de Raul.
Dentre os artistas que prestam reverência, Os Panteras
(primeira banda de Raul), Nasi (ex-Ira!), Marcelo Nova (último músico a
tocar com ele) e Kika e Vivi Seixas (sua ex-mulher e filha,
respectivamente).
O clima família do palco vai também para a plateia.
Bruna Moraes, 18, diz que aprendeu a ouvir Raul em casa, "desde a
barriga".
Com o tempo, acabou por superar o pai na paixão: comprou uma
cópia do raro disco "Raul Seixas e os Panteras". Como o pai não tinha, deu
para ele.
Também dá de presente as camisetonas bacanas com estampas do
ídolo, já que diz não encontrar "baby looks" do cantor para uso
próprio.
Mas, por mais que se esforce, não vai superar a admiração
paterna em um quesito: ter visto o ídolo no palco. "Meu pai foi a vários
shows. Eu preciso me contentar com os "covers"."
Mas Bruna não reclama.
Está ansiosa pela Virada. Planeja ficar até a meia-noite, ir para casa e
voltar às nove da manhã. Tem medo de ficar só à noite.
Papai não vai,
porque diz não gostar de multidão. Mas ela cogita usar a técnica do "eu
gosto por sua causa!" para garantir a companhia paterna.
Terceira
geração de uma família "raulseixista", Caroline Santos, 19, pegou gosto
pelo rock por causa do avô, de 87 anos, e do tio.
Depois de emprestar
os vinis dos dois por anos, baixou a discografia completa e ganhou
alforria. Hoje, tem até "cover" predileto -"o Roberto Seixas, que é meio
chato, mas é o que mais se parece com ele, na voz".
Foi sozinha às três
últimas passeatas que ocorrem todo 21 de agosto, aniversário da morte do
artista, em São Paulo.
Por enquanto, também estará sozinha na "rave
Raul", onde jura ficar por todos os 86.400 segundos de show.
"Se for o
caso, conheço gente lá mesmo. Com Raul, todo mundo é amigo."
Se o gosto
pelo "maluco beleza" parece coisa genética, Caio Dias, 15, prova que não é
bem assim. Fã de metal, entrou em contato com o som de Seixas faz um ano,
assistindo à MTV. 

Ocultismo
explícito

Curioso pela imagem do loucão no palco, com o torso nu
pintado de batom, foi atrás da música. Gostou. Não foi só isso: ficou
fascinado pelo ocultismo em que o cantor acreditava.
"Minha mãe gosta
da música, mas não muito desse papo", diz ele, que quer estudar mais as
letras místicas de Raul, que escreveu com Paulo Coelho.
Para Caio, a
maior mensagem encontrada nas músicas é "faça o que tu queres, pois é tudo
da lei", de "Sociedade Alternativa". "Mas ele sabia que tudo tinha
consequências", diz.
O fã "headbanger" diz que vai chegar às 18h em
ponto na Virada, com uma amiga, e ficar até acabar. "Ficar é bem
fácil."
Se ficar é fácil, ir pode ser difícil. Deiverson Franz, 17, diz
ser, possivelmente, o único fã de Raul entre os cerca de 10 mil habitantes
de Nova Trento (SC). Vai encarar oito horas de estrada para ver o
show.
Além de comprar toda a discografia do roqueiro com o dinheiro que
ganha fazendo molduras, Deiverson também adotou o sobrenome "Seixas" para
tudo -menos no RG.
"Eu tinha o cabelo parecido com ele, mas acabei de
cortar!", diz. Foram-se os fios, ficou a roupa: inspirado por Raul, ele
usa calça jeans e óculos Ray-Ban o tempo todo.
Afirma que irá ao show
vestido assim, antes de confirmar o preço do ingresso. Ao ficar sabendo
que a Virada é gratuita, solta um: "Nossa! Então é tipo uma "Sociedade
Alternativa’".
Tipo a comunidade hippie do cantor, 20 anos depois e com
público renovado pelo tempo.
E ai de quem atrapalhar o som gritando a
famigerada frase:
"Toca Rauuul!". 

São Paulo,
segunda-feira, 27 de abril de 2009
 

 

DEZ MIL ANOS EM 44

Raul era fã de Elvis
Presley, desde pequeno. Sua família foi vizinha do Consulado
Americano, em Salvador, e filhos de funcionários gringos lhe davam
discos do roqueiro topetudo

Música que lhe deu seu primeiro
disco de ouro, "Gita" (1975) foi escrita junto com o escritor Paulo
Coelho, com quem parou de falar em 1976. O nome vem do poema épico
indiano "Baghavad Gita"

Em casa, Raul incorporava
personagens, como o Capitão Garfo, que botava bonecas no congelador,
disse a filha Vivian Seixas, em 1999

O nome do disco
"Krig-Ha, Bandolo!" (1973), que tem "Mosca na Sopa", é o grito de
guerra do personagem Tarzã

1982 – É preso e quase linchado em
seu show, pois, bêbado e sem documentos, não conseguiu convencer o
público de que era o próprio. Na cidade de Caieiras (SP).

O
Maluco Beleza morreu com 44 anos, de doenças ligadas ao alcoolismo,
em 21 de agosto de 1989. Dois dias antes, tinha lançado o disco "A
Panela do Diabo", com Marcelo Nova

Em 1999, o então senador
de direita Antonio Carlos Magalhães (1927-2007) citou parte da letra
de "Ouro de Tolo" em um
discurso


It’s only Raul Seixas. (But I like it.)
RAUL ROCK CLUB/RAUL SEIXAS OFICIAL FÃ-CLUBE
tel/fax (11) 2948
2983
celular  (11) 8304 4568
Site:
http://www.raulseixas.org

e-mail:
raulrockclub@raulseixas.org
Blog: http://sylviopassos.blogspot.com
Live Spaces: http://sylviopassos.spaces.live.com
YouTube: http://www.youtube.com/user/sylviopassos

Anúncios
comentários
  1. Pedro Wesley disse:

    Raul Seixas não foi apenas um cantor,ele foi além de tudo um ser humano sonhador, expressou suas paranoias, passou por matas virgens,ouvia o que a vovó dizia, cantou tudo que vinha na cabeça e por fim viajou em um disco voador.Um cara um tanto quanto Maluco Beleza, pórem, sempre lúcido com suas idéias e filosofias.Ese ano completa-se 20 anos da sua partida desse planeta no entato o número de fãs continua a crescer mesmo pessoas como eu que nunca tive o privilégio de assistir um show dele ao vivo, pessoas que nasceram apos da sua morte vivem esse banquete farto de signos e canções que Raul plantou aqui na Terra,esse banquete que vai desde Raulzito e seus Panteras até A Panela do Diabo tem um conteúdo ímpar que eu teria que ter pelomenos duas vidas para ir até o fim dele pois uma vida é muito pouco pra curtir Raul. Pedro Monteiro

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s