Arquivo da categoria ‘Teatro’



Pedro Bial sempre se posicionou como fã incondicional de Raulzito Rock Seixas desde a década de 1980. Nesses 30 anos da morte de Raul, Bial não poderia deixar de prestar sua homenagem ao Maluco Beleza em seu programa na Rede Globo, Conversa com Bial. Aliás, desde julho/agosto que Bial e sua equipe vinham planejando essa homenagem. Finalmente rolou a gravação na quarta-feira (4) e o programa será exibido sexta-feira (13) após o Jornal da Globo.

A gravação foi carregada de muita emoção e histórias incríveis contadas por Sylvio Passos, Carlos Eládio, Rick Ferreira e Odair José, além das do próprio Pedro Bial. Programa imperdível para seta-feira a noite seja em casa ou nos bares do Brasil.

Na mesma sexta-feira, acontece em Indaituba/SP, no Boteco do Barão, Tributo a Raul Seixas + Clássicos do Rock com a Putos BRothers Band TheWhoBandoTudo! Iremos assistir o Conversa com Bial no Boteco do Barão.

Já na outra sexta-feira, 20 de dezembro, será a vez dos Putos BRothers Araújo & Passos e os BRothers da banda Cachorro Urubu apresentarem homenagem a Raul Rock Seixas no já famoso Bar do Kaká (Bar do Raul), QG RaulseixisticKo na Rua Augusta, 514 e com entrada totalmente grátis.

Os Putos BRothers ainda estão para fechar os dias 21, 22 e 23 em alguns outros bares em São Paulo, fiquem atentos nas redes sociais (Facebook e Instagram) da Putos BRothers Band.

É isso!

Toca Raul!


Foto: Kika Seixas - 1981, Brooklin, São Paulo/SP

Foto: Kika Seixas – 1981, Brooklin, São Paulo/SP

— Raul, você resolveu sair pra comprar umas cervejas e uns cigarros e nunca mais voltou, porra! Já se passaram trinta anos e a galera está aqui esperando até hoje essas malditas cervejas e esses cigarros. Inclusive uma galera nova chegou por aqui também. Cadê você, cara?! Por onde andou esse tempo todo?

— Porra, Sylvícola! Você está de sacanagem, né? Eu te avisei, antes de sair, que eu não voltaria mais pra essa merda. Que eu já estava de saco cheio disso tudo, dessa esculhambação generalizada. Que tudo que eu fiz foi em vão. Acho que você estava chapado demais e nem ouviu o que eu disse.

— Não… Não… Não, Raul. Eu tomei só umas quatro, ou dezoito, dosezinhas do velho e bom Jack e me lembro perfeitamente quando você pegou aquela sacolinha de tecido, feita de cânhamo, com a cara do Elvis estampada e que você tinha comprado na Califórnia. Você nem fechou a porta, apenas a encostou, e eu consegui ver você caminhando no corredor todo iluminado em direção ao elevador. Eu não tô doido, não, maluco. Você entrou naquele elevador e nunca mais voltou.

— Beleza… Beleza, Sylvícola. Quando acabar o maluco sou eu, como sempre foi. Mas, e aí, BRother? Estou aqui só de passagem, coisa rapidinha mesmo, visita de médico, saca? Só vim bater um papo contigo e já estou vazando pra, mais uma vez, nunca mais voltar. Uma tristeza gigantesca tomou conta de mim e, por isso, resolvi sumir sem avisar ninguém, porque tudo estava óbvio demais. Tudo muito previsível, e isso já vinha me enchendo o saco há muito tempo, entende? Você sabe disso.

— O.k., Raul. Entendo perfeitamente. Eu também venho sentindo essa mesma obviedade generalizada de uns anos pra cá. O mundo anda pra trás a cada nova eleição, seja ela onde for. A parte burra da humanidade continua se superando em sua especialidade. A outra parte, supostamente mais esclarecida, está totalmente corrompida e isso aponta que, logo mais, estará se juntando ao pessoal da ala jumenta. Todos caminhando rumo ao inevitável. É, Raul, a estupidez humana continua pra lá de ativa e assustadora.

— Entende agora porque eu tive que me mandar dessa merda, Sylvícola? De que valeu todo aquele “sonho que se sonha só”? De repente esse sonho virou um pesadelo sem fim. Eu não tinha outra saída, porra! Me retei com todos, inclusive comigo mesmo. Me senti um idiota, falando pra sonhadores que, mais tarde, se descobririam enganados ou idiotas também, saca?

— Caralho, Raul! É exatamente isso que eu estou vivendo, sentindo. Ainda não estou com essa vontade de jogar a toalha. Ainda não. Embora já esteja cansado dessa repetição, desse disco riscado. Mas eu sempre dou um toque sutil nele, e a música continua — até encontrar o próximo risco.

— Sylvícola, tenho que ir. Me demorei demais aqui com você. Foi bom te reencontrar depois daquela nossa última “conversa”, há trinta anos, quando não trocamos uma única palavra, não falamos absolutamente nada, mas falamos tudo. Foi a melhor conversa de toda a nossa vida. Fui! Ah… Toca Putos! E sempre se lembre: quando entrar num buraco de rato, de rato você tem que transar.

— Raul… Raul… Você esqueceu sua sacolinha de tecido, feita de cânhamo, com a cara do Elvis estampada…

Hummm… Você vai voltar pra pegar essa porra de sacolinha.

IN: https://todavialivros.com.br/visite-nossa-cozinha/meu-amigo-raul-por-sylvio-passos

Meu Amigo Raul’s photo-clip.
Letra: Sylvio Passos 2004
Arranjo/Interpretacao: Caverna 2006
Video edited by S.Passos

Muitas vezes Raul você faz falta
Eu sempre a me queixar da solidão
Quem me fez com ferro fez com fogo
Raul, é pena que você não está mais aqui não
Vou pro meu trabalho todo dia
Com a certeza que dou o melhor de mim
Quando quero relaxar eu bebo
Raul, as coisas ainda não estão tão bem assim

Toda vez que eu ouço os teus filhos
Ou me perco todo em teus versos
Eu penso em você meu grande amigo
Que sempre me mostrou Eu Mesmo
Raul onde você vai eu também vou
Raul onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou

Tentei lhe ensinar as minhas coisas
Que minha vida era séria e minha família dura
Mas, não pude calar a minha boca, Raul
E ainda estou a viver minha loucura
Lembro Raul aqueles velhos dias
Quando nós dois falavamos sobre Dr. Dom Sigismundo
Hoje você está em outro planeta
E eu continuo te divulgando pelo mundo
Raul onde você vai eu também vou
Raul onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou

Todos os nossos sonhos são iguais
Alguns conduzem à glória outros à perdição
Há tantos caminhos, tantas rotas
Mas o mundo ainda está sem direção
Eu queria muito lhe rever
E resolver aquele SAVE OUR SOUL
E tudo mais que tenha a ver com nosso universo, Raul
Mas esse momento ainda não rolou.

Raul onde você vai eu também vou
Raul onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou
É que tudo acaba onde começou
Meu amigo Raul

Sylvio Passos 29/06/2004

Raul Rock Club
Raul Seixas Oficial Fã-Clube

Um Blues Para Raul
(Araújo & Passos)
Putos BRothers Band

E foi há muito tempo
Que você nos deixou pra trás
E tudo que aqui você fez
Sei que ninguém fará jamais

Sei que beberei, beberei
Lembrando de tempos atrás
Imaginando você no céu
E o nosso delírio não se desfaz

Porque eu também estarei no céu
Eu também estarei lá
Porque eu também estarei no céu
Nunca mais irei voltar

E quando minha hora chegar
Eu para trás não vou olhar
Nada terá nenhum valor
Nem vou lembrar do que restou

E aquela velha luz
Que me cobravam o tempo inteiro
Ninguém mais para seguir
Os meus longos e velhos passos

Porque eu também estarei no céu
Eu também estarei lá
Porque eu também estarei no céu
Nunca mais irei voltar


Todos os benefícios da Alexa, com uma qualidade de som superior e um design moderno. Aproveite alto-falantes premium com controles de equalizador e configure facilmente dispositivos compatíveis para som estéreo e para áudio em toda a casa.
Clique nas imagens abaixo para mais informações.


Os 30 anos da morte de Raul Seixas (28 de junho de 1945 – 21 de agosto de 1989) gerou ao longo deste ano milhares de homenagem em todo o Brasil, programas de rádio e TV, matérias de capa em jornais e revistas e toda sorte de posts e todas as redes sociais. Completando essa serie de lembranças do Maluco Beleza, dois jornalistas, Carlos Minuano e Jotabê Medeiros, resolveram fazer uma imersão no universo raulseixisticKo e em toda a aura que mantém Raulzito mais vivo do que nunca, mesmo 30 anos após sua partida naquele velho disco voador.

Em Raul Seixas: Por trás das canções, BestSeller, Carlos Minuano – autor de Tons de Clô, biografia do apresentador Clodovil – vai, através das letras de Raul e de sua relação com a composição, abordar a vida e a carreira do artista de uma forma precisa e íntima. O livro também conta com depoimentos de amigos, parceiros de trabalho e familiares de Raul e com o relato de uma inusitada e incrível turnê por garimpos no interior do Pará e fotos inéditas dessa viagem.

Já em Raul Seixas – Não diga que a canção está perdida, Todavia, Jotabê Medeiros, autor de Belchior — Apenas Um Rapaz Latino-Americano, e crítico musical de larga experiência, se aventura em apresentar uma biografia de Raul à altura de sua importância.

Ambos livros ainda estão em pré-venda com lançamentos marcados para outubro/novembro.

Há ainda reedições de discos, musical e uma cinebiografia no prelo, que logo irão alegrar fãs e colecionadores quando forem lançadas.


Como há 30 anos, o mês de agosto movimenta fãs de Raul Seixas em todo o mundo. Eventos homenageando o Maluco Beleza fora do Brasil já não é mais novidade para os raulseixistas de carteirinha. Brasileiros residentes (e até nativos) no Japão, Estados Unidos, Portugal, França, Londres, Suíça, Canadá, Colômbia, Argentina, Uruguai entre outros países além das nossas cercas embandeiradas que separam quintais, desde 1990, se mobilizaram para prestar homenagens ao Maluco Beleza mesmo longe das terras tupiniquins. Este ano não vai ser diferente, a novidade maior fica por conta de uma Passeata RaulseixisticKa que acontecerá amanhã em Dublin, capital da Irlanda. No Brasil as passeatas se multiplicam anualmente em várias cidades em agosto e outras manifestações em outros meses, isso sem falar nos milhares de eventos que aglutinam fãs de todas as faixas etárias e classes sociais para simplesmente ouvirem as músicas de Raul ou para discutirem os temos abordados na obra pluralista do genial artista.

Para homenagear Raulzito Rock Seixas em seus 30º ano de morte, além das passeatas e outros eventos, emissoras de rádio e TV preparam matérias e programas especias. Revistas e jornais também estarão relembrando Raulzito. Reedições de discos e a publicação de livros também estão chegando ao mercado para engordar as coleções de fãs e pesquisadores.

Kit Exclusivo com apenas 100 unidades numeradas

CONTATOS: e-mail: keydreambr@gmail.com ou WhatsApp: +55 11 97068-1187

Abaixo alguns dos eventos e outras manifestações para lembrar que Raul Seixas está mais vivo do que nunca. Basta clicar nas imagens para obter informações detalhadas.

















HOJE É ANIVERSÁRIO DE 36 ANOS DO I FESTIVAL DE ROCK DE JUIZ DE FORA
Hoje é aniversário de uma das datas mais importantes da cultura da cidade de Juiz de Fora, MG. E vários artistas da cidade pleiteiam que seja criado o “Dia Municipal do Rock” em 13 de agosto, exatamente por isso. Foi a única vez que Raul Seixas esteve na cidade. Como ele foi parar lá?

Toninho Buda era colaborador da Revista Bizzu, que promoveu o Festival (ela viria a se transformar nos futuros jornais de rock “Internacional Magazine” e “Jornal do Rock”, do Rio de Janeiro). O dono da publicação, Marcos Petrillo, sabia que Toninho era amigo de Sylvio Passos, chegadaço de Raul Seixas na época. E pediu para ver a
possibilidade do artista tocar no Festival.

Deu tudo certo! E Raul ainda levou o Erasmo Carlos, que sempre foi seu grande amigo. Eles se apresentaram por volta de 4 horas da madrugada, um frio de lascar! Duas curiosidades a mais: era uma sexta feira 13, de agosto (mês de cachorro louco) e com lua cheia no céu! Mas o dinheiro arrecadado não dava para pagar os artistas e os empresários não queriam deixar Raul e Erasmo irem para o palco. Afinal, Raul estava com Miguel Cidras e vários músicos.

Mas Raul, vendo o desespero do Petrillo, virou pro Erasmo e disse: “A gente já está aqui mesmo, vamos lá tocar pros meninos!” E tocaram de graça! Esse era Raul Seixas, que merece agora todas as homenagens pelos 30 anos de sua morte (dia 21 de agosto 2019, na próxima semana)! Na foto a seguir, em um dos momentos da apresentação de Raul, Toninho Buda (com a túnica de discos voadores) e Sylvio Passos ao fundo, segurando o Liber OZ (o manifesto que Raul leria dali a pouco na apresentação da SOCIEDADE ALTERNATIVA). Quem viveu não esquecerá jamais!

Alguns momentos do festival estão disponíveis no YouTube.

A Putos BRothers Band fará show tributo a Raul Seixas no próximo dia 16 em Rondonópolis, Mato Grosso. Clique na imagem para mais informações.

Araújo & Passos

Sylvio Passos e Agnaldo Araújo, integrantes e fundadores da Putos BRothers Band, em ação.


As homenagens a Raul Rock Seixas pululam em todo o Brasil, inclusive no exterior, mais especificamente, no sul da Florida em 24 de agosto.

Neste sábado, às 19h30, Nelson Motta em seu programa na Globo News, Nelsinho faz um especial sobre Raul Seixas e Paulo Coelho.

Veja outras homenagens ao Maluco Beleza abaixo. Para informações mais detalhadas, basta clicar nas imagens.

10 DE AGOSTO DE 2019 – TOCA RAUL!
Putos BRothers Band, Pergunte ao Carimbador MalucKo e Araújo & Passos

13h00 – Praça da República – São Paulo
Putos BRothers Band no Festival “O Início, O Fim e o Meio” com convidados especiais: Carlos Eládio, guitarrista d’Os Panteras, Sérgio Leite (Belém/PA) e Rosy Aragão (Raul Plural). Evento gratuito com início às 12h00.

18h30 – Museu da Imigração – Santa Bárbara d’Oeste/SP
O Puto BRother Sylvio Passos responde perguntas sobre a vida e obra de Raul Seixas no seu “Pergunte ao Carimbador MalucKo”, programa apresentado no canal do Raul Rock Club/ Raul Seixas Oficial Fã-Clube no YouTube. Evento gratuito com início às 12h00.

20h00 – Museu da Imigração – Santa Bárbara d’Oeste/SP
Os Putos BRothers Araujo & Passos apresentam show acústicKo com repertório 100% Raul Seixas recheado de músicas e histórias sobre Raulzito Rock Seixas. Evento gratuito com início às 12h00

#raulseixas



Todos anos, de 1 de janeiro a 31 de dezembro, fãs de Raul Seixas em todo o Brasil, e até em outros países, prestam homenagens ao Maluco Beleza. Mas o mês de agosto é o mês que o maior número de eventos acontecem e esse ano não poderia ser diferente. Uma verdadeira avalanche de eventos estão programados para celebrar os 30 anos da morte de Raul Seixas em todo o país. Haverá ainda lançamentos de livros, revistas especiais e reedições especiais em vinil de alguns discos de sua discografia. Nos é impossível listar todos os eventos, mas publicamos abaixo os que chegaram até nós. Para obter maiores informações sobre eles basta clicar nas imagens que uma nova página abrirá com todos os detalhes.

Livros:
O jornalista Carlos Minuano foi a campo em busca de material e histórias inéditas que serão publicadas no livro “Raul Seixas – Por trás das canções”, que a Editora BestSeller colocará nas livrarias ainda este mês.

Para novembro a editora Todavia lançará “Raul Seixas:Não diga que a canção está perdida”, do jornalista Jotabê Medeiros que também foi a campo em busca de fatos inéditos principalmente do período em que Raul era apenas Raulzito, compositor de clássicos do pós-Jovem Guarda e produtor na então CBS, hoje Sony Music. O livro vai além da vida e obra do genial artista, relatando fatos póstumos.

Vinil 180 gramas:
Os selos Record Collector Brasil e Selo 180, que juntos estão reeditando discos de Raul com um tratamento diferenciado, recheados e informações inéditas e um capricho especial na parte gráfica prometem ainda para este semestre a edição em primeira vez em vinil do álbum póstumo “Eu Não Sou Hippie!”, show de Raul realizado em 1974 em Patrocínio, Minas Gerais. O áudio foi tirado direto da fita original especialmente para esta edição limitada em vinil 180 gramas que contara com encarte e fotos inéditas.

A Noize Record Club também vem com uma edição especial de “O Dia Em Que A Terra Parou”, de 1977. O diferencial será a revista encartada com fatos e fotos do período em que Raul gravou o álbum para a WEA.

Revista:
Até a rede Drograsil faz sua homenagem a Raul Seixas em sua publicação solidária, digo, revista Todos, edição #27, agosto/setembro. A revista tem venda exclusiva em todas as lojas da rede Drogasil em todo o Brasil ou pela internet no site da Banca do Bem.

Teatro:
O musical “Merlin e Arthur, Um Sonho de Liberdade – Ao Som de Raul Seixas, faz suas últimas apresentações em São Paulo. O musical fica em cartaz até 18 de agosto no Teatro Frei Caneca. Imperdível.

O musical “Raul Fora da Lei, roteirizado por Roberto Bomtempo e José Joffilly, que está em cartaz há 20 anos, originalmente um “monólogo musicado”, como chama o ator Roberto Bomtempo, que vive o músico homenageado, tem mais uma vez a versão com 50 atores da Oficina dos Menestréis, de Deto Montenegro com Rica Santana interpretando Raul. Outro musical imperdível que estará em cartas de 3 a 18 de agosto no Teatro União, em São Paulo.

Televisão:
Pedro Bial, declarado fã incondicional de Raulzito, promete um especial totalmente dedicado ao Maluco Beleza em seu programa Conversa com Bial, pela Rede Globo.

Passeatas: Passeatas RaulseixisticKas acontecerão em todo o Brasil. A já clássica passeata em São Paulo promete muito. Dia 21 de agosto, em pena quarta-feira,  os malucos-beleza se concentram, à partir das 12h00 nas escadarias do Teatro Municipal e às 18h00 seguem para a Praça da Sé! Toca Raul!

Muitos outros projetos envolvendo a vida e obra de Raul Seixas estão sendo desenvolvidos. Exposições, filme, reedições de seus álbuns em vinil 180 gramas e mais uma série de eventos para o resto deste ano e para o próximo também. Fiquem antenados aqui que aqui damos a notícia primeiro.

A banda colombiana Nanook el Ultimo Esquimal, que já regravou Raul e tem novas versões de canções de Raul, também presta sua homenagem a Raulzito. Clique aqui para ouvir.

Abaixo alguns dos eventos que chegaram até nós. Basta clicar nas imagens para obter informações detalhadas.

É isso!

Long Live Rock and Raul!







O Dia Mundial do Rock, celebrado no sábado, 13 de julho, será marcado com diversos eventos em todo o país homenageando Raul Seixas, o maior símbolo do Rock Brasileiro.

O Brasil é o único país a celebrar o dia 13 de julho como o Dia Mundial do Rock, que de mundial só tem mesmo o nome. Clique aqui para saber porque a data só é comemorada no Brasil.

Abaixo alguns dos eventos em homenagem ao Maluco Beleza em todo país. Basta clicar nas imagens para obter informações detalhadas sobre cada evento.

Long Live Rock and Raul!









 




No ano em que se completam 30 anos da morte do mais simbólico roqueiro brasileiro, os fãs do Maluco Beleza antecipam as homenagens celebrando também o aniversário de nascimento de Raulzito Rock Seixas.

Nascido em 28 de junho de 1945 em Salvador, Bahia, Raul Seixas mudou os rumos da Música Popular Brasileira fundindo ritmos musicas diversos com textos e ideias nunca antes vistas no cenário musical brasileiro. Faleceu em 21 de agosto de 1989 num quarto de hotel na região central de São Paulo deixando uma verdadeira – e crescente – legião de fãs, os ditos raulseixistas, em todo o Brasil.

Abaixo alguns dos eventos que celebram o 74º aniversário de nascimento do Maluco Beleza. Clique nas imagens para obter mais informações.